Falar da minha Terra Natal Por favor deixe seus comentários

DATAS HISTÓRICAS DA ILHA DE PORTO SANTO

   




Em 1850 (no dia 1 de Março )---Visita o Porto Santo o Príncipe Maximiliano, Duque de Leuchtenberg , neto  , por sua Mãe ,de El-Rei da Baviera e, por seu pai, da Imperatriz Josefina de França  , e genro do Imperador da Rússia  , Nicolau I.
Demorou-se seis horas na Ilha , distribuindo generosas esmolas  por gente pobre em cereais e dinheiro . Foi saudado pelo Forte de São José com 21 tiros e recebido na Câmara Municipal . Almoçou com o pessoal do seu séquito na residência
do Administrador do Concelho , nessa altura João de Santana e Vasconcelos.

1446 a 1 de Novembro ---Doação da Capitania  do Porto Santo a Bartolomeu Perestrelo.
A partir de 1550, até ao século XVII, começou-se a designar os protestantes em França por "huguenotes", e em 1556 a 2 de Outubro Os huguenotes , em número de cerca 1.200 homens , dão saque à Ilha de Porto Santo , e a três do mesmo mês desembarcam na Praia Formosa  e saqueiam o Funchal.
Por espaço de dezasseis dias , capitaneados por Bertrand de Montlue  , gentil -homem da casa do Rei Carlos IX de França  . O Protestantismo francês iniciou-se com o reformador católico Jacques Lefevre, que iniciou suas pregações em 1514, portanto antes de Lutero. Depois que a Reforma tornou-se pública na Alemanha, atingiu também as massas francesas. Logo, os protestantes franceses passaram a seguir as orientações de João Calvino.
O rei Francisco I da França iniciou uma dura perseguição, gerando guerras de religião. O édito de Orléansde 1561 interrompeu a perseguição por alguns anos, e em 17 de Janeiro de 1562, o édito de Saint-Germainre conheceu os seus direitos pela primeira vez.
As guerras religiosas em França começaram com um massacre de 1000 huguenotes em Vassy a 1 de Março de 1562. Em 1572, milhares de huguenotes foram mortos no massacre da noite de São Bartolomeu, e a amnistia foi concedida no ano seguinte. A quinta guerra santa contra os Huguenotes começou a 23 de Fevereiro de 1574 e a perseguição continuou periodicamente até 1598, quando o rei Henrique IV emitiu o Édito de Nantes autorizando aos protestantes a liberdade religiosa e direitos idênticos aos dos católicos . por causa disto tudo sofremos muito em Porto Santo.




Rei Carlos IX da França.
Em 1556 (2 de Outubro )...Os huguenotes  em número de cerca de 1.200 homens , dão saque à Ilha de Porto Santo , e a três do mesmo mês desembarcam na Praia Formosa E saqueiam o Funchal por espaço de dezasseis dias , capitaneados por Bertrand Montleu  gentil homem da casa do Carlos IX de França.
Praia Formosa.

Em 1641  no dia 5 de Fevereiro -----Uma esquadra turca, composta de 12 navios , que cercava o Porto Santo com o fito de o saquear ,mas bateu em retirada ao ouvir o estrondo dos canhões e mosquetes do Pico do Castelo  , que estavam saudando a aclamação de D . João IV e os turcos pensavam tratar-se de um ataque aos seus navios , deram a volta e se foram embora.
D. João IV  Rei de Portugal
                                           
Em 1938( 13 de Julho)---- Visita a Madeira ,de passagem para Angola,o General Óscar Carmona ,Chefe do Estado Português  ,sendo feita uma recepção verdadeiramente apoteótica .Que ao entrar em águas da Madeira ,foi o General Carmona saudado por centenas de barcos de pesca desde Porto Santo, e da Ponta de São Lourenço até ao Funchal os movidos a motor .Nesta Cidade aguardam o Presidente da República mais de 100 mil pessoas das vilas e aldeias da Madeira ,que aclamaram com palmas ,vivas flores, e lágrimas de alegria.As ruas de passagem do cortejo presidencial apresentavam todos os prédios engalanados com bandeiras nacionais ,emblemas da Legião e da Mocidade Portuguesa flores e verdura à profusão .Em diferentes locais levantaram-se arcos de triunfo,construídos de murta e flores ;queimou-se muito fogo de artifício fizeram-se iluminações públicas.Uma chuva ininterrupta de pétalas de rosas acompanhou o Chefe de Estado em todas as ruas do seu percurso na Cidade e nos caminhos das freguesias que visitou como ,Monte,Santo António, S. Martinho,e Câmara de Lobos.Foi esta uma das mais brilhantes ,entusiásticas e populares manifestações tributadas ao Chefe da Nação que as apreciou deste moda«Saio da Madeira maravilhado.Nunca posso esquecer a magnificência da paisagem e as qualidade primorosas do seu povo.Oxalá possa dizer : Até breve».Participaram igualmente desta manifestação D  . Maria do Carmo Carmona,esposa do Presidente da República ,e Dr. Francisco Vieira Machado ,Ministro das Colónias nessa altura.A espontaneidade e vibração sentimental desta recepção distinguiram-na como um dos mais notáveis da história insular na altura de 38.
Igreja de Santo António na Madeira.
Imagem do Presidente Carmona na visita em Santo António na Madeira em 1938.
Uma Aguarela partilhou um vídeo.
24 min
Tudo o que o Senhor Presidente diz é verdade,só que na ideia de alguns Madeirenses é o contrário,O Senhor Presidente devia de olhar mais por essa ilha,porque ao ser governada pelos Senhores da Madeira dia após dia vai de mal a pior,peço que olhe não digo muito só um pouquinho.A ilha devia de deixar de andar a reboque da Madeira.Devia de ter mais valor como pedra Basilar de Portugal o que daqui do Continente ninguém se importa.


                               
                                                 
                           








Sem comentários:

Enviar um comentário