Falar da minha Terra Natal Por favor deixe seus comentários

terça-feira, 7 de abril de 2015

Ando

Eu ando por aqui a defender a minha Ilha que é Porto Santo,mas digo a Madeira mudou e muito,andei no Funchal num domingo de manhã e o único sitio para entrar era a SÉ com Missa,o Apolo como café aberto ,o resto tudo fechado,e saldos de 80%,uma loja de gelado aberta,o café do Mercado tudo isto feito a pé,taxistas parados a conversar da vida,e eu a ver e pensava Madeira quem te viu e quem te vê fiquei triste.e mais vou contar .Podem dizer ela escreve isto era domingo,sim era,mas sempre conheci a Madeira a vender seus bordados,e suas lembranças aos turistas ao domingo,podiam não estar todos abertos,mas pelo menos uma loja sim,como estava a do Chinês.O que notei é que os senhores dos Hotéis o ganham todo,jipes cheios de turistas a darem a dar a volta a Ilha e os taxistas sem ninguém digo fiquei triste,falo da minha terra,mas ela me dá o passeio pela praia e o prazer de andar com os pés dentro de água livres.No caís grandes Homens a tentar fazer sua vida,tentando levar o turista a dar a volta no lindo barco Catamarã.Só digo senhor Albuquerque seja um bom Governante,Ame aquilo onde nasceu.Eu sempre gostei muito de observar e o que vi em pouco tempo foi suficiente.Ficamos triste quando se fala,com alguém que têm seu pequeno Hotel aberto,e nos diz sabe que a unica regalia que tenho,é ir ao cinema,e tomar um café.O resto vai tudo para impostos e despesas.Esta me estava atravessada e tive que escrever,vi aquela Avenida e nada me disse,Pois o luxo nunca me disse nada.Para comer uma espetada túneis e túneis até lá chegar lolo.felizarda.

Sem comentários:

Enviar um comentário